Revista Universo Místico

Autoconhecimento, bem-estar e espiritualidade

Os cinco ritos tibetanos

Enquanto crianças, somos elétricos, flexíveis, com energia praticamente inesgotável. Pensamos em fazer algo e o corpo responde de imediato. Assim é o estado natural do nosso corpo: saudável, flexível, com energia de sobra. Só notamos que possuímos esses atributos quando começamos a perdê-los, uns mais cedo, outros mais tarde. É quando descobrimos o valor inestimável de se ter o corpo perfeito e jovial.

Até mesmo para a busca espiritual há a necessidade de mantermos a nossa saúde perfeita, o que foi profundamente compreendido por Sakiamuni (Buda) que, iniciando sua busca pela iluminação, descobriu, na prática, que desprezar o corpo o afastava ainda mais de seus objetivos, a ponto de se tornar praticante de yoga. O mesmo aconteceu com os monges em diversos mosteiros e templos ao programarem atividades físicas para se manterem ativos e saudáveis, mesmo em idade avançada.

Alguns desenvolveram as artes marciais a exemplo do templo Shaolin, China. Outros praticavam Yoga nas diversas modalidades, ou exercícios taoístas. Essas práticas, além de melhorar a saúde física, aumentam o controle mente-corpo, criando uma poderosa ferramenta para dominar seu corpo em situações extremas, assim como os hindus que fazem coisas que o homem comum não consegue.
No Tibet essas práticas também eram realizadas nos mosteiros onde foram desenvolvidos exercícios e variações de Yoga, conhecimentos esses que adquiriram da India e da China.

Equilibre os chacras aumentando a energia e rejuvenescendo o corpo e a mente

Uma dessas técnicas deu origem aos Ritos Tibetanos, praticados em alguns mosteiros do Tibet, antes da invasão chinesa.
De alguma forma esse conhecimento foi preservado tanto pelo livro A Fonte da Juventude, escrito nos anos 30, por Peter Kelder, quanto por alguns monges que transmitiram, posteriormente, seus conhecimentos.

Os Ritos Tibetanos, apesar de simples, incluem respiração, relaxamento e movimentos e é extremamente eficiente.
Os ritos equilibram os chacras, ativam os nervos e as glândulas correspondentes a cada chacra, aumentando a energia e rejuvenescendo o corpo e a mente. Ao praticar os Ritos você notará que seus sonhos se tornarão mais nítidos e lúcidos. Você poderá, também, recordar-se de fatos há muito esquecidos, indicação de que estão se dissolvendo suas “couraças” que são bloqueios e memórias registrados em sua estrutura muscular e ou coluna.

Esses registros são armazenados devido a situações vividas que provocaram medos, traumas, fobias, etc.
Com a prática dos Ritos Tibetanos você se sentirá mais leve, solto e confiante, com mais alegria para a vida.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será compartilhado.